British Literature #05 - As Crônicas de Nárnia »« Novidades na Cultura Inglesa: Sede Via Sul e matrículas abertas!
30|11|2011

WeLoveMovies #03 – O Discurso do Rei

O WeLoveMovies chega no finalzinho de novembro com um toque de realeza: vamos ver um pouco mais sobre o filme O Discurso do Rei! :D

o_discurso_do_rei_cultura_inglesa_fortaleza_ce_01

O Discurso do Rei (The King’s Speech) é um filme de 2010, dirigido por Tom Hooper e estrelado por Colin Firth, Geoffrey Rush e Helena Bonham Carter. O filme conta a história do rei George VI (Firth) e seus problemas para superar sua gagueira. Para isso, conta com a ajuda do fonoaudiólogo Lionel Logue (Rush), que utiliza métodos não convencionais para tratá-lo.

o_discurso_do_rei_cultura_inglesa_fortaleza_ce_07

Antes de se tornar rei, George VI era o Príncipe Albert, Duque de York, segundo filho do rei George V. Sua família o chamava de Bertie. A gagueira o acompanhou desde criança. Como todo membro da família real, o Príncipe era obrigado a participar de eventos sociais da realeza. O filme começa com um discurso seu no estádio de Wembley, onde é visível a inquietude do público diante do seu problema.

o_discurso_do_rei_cultura_inglesa_fortaleza_ce_03 Sua esposa, Elizabeth (mãe da atual Rainha Elizabeth), decide então procurar o fonoaudiólogo Lionel e convence o marido a visitá-lo. Logo no primeiro encontro, Lionel sugere que se chamem pelos seus primeiros nomes, dispensando as formalidades, e pede para que Albert leia um discurso enquanto ouve uma sinfonia em alto volume. O Príncipe acha aquilo tudo um total absurdo e sai furioso do consultório de Lionel.

Em casa, porém, enquanto refletia sobre a sessão, decidiu ouvir o disco que Lionel gravou enquanto ele lia o discurso. Para sua surpresa, escutou sua voz declamando o texto de forma clara e segura, sem gaguejar em nenhum momento. Resolve, então, continuar o tratamento.

Em uma das cenas do filme, George explica ao filho a importância da radiodifusão para a monarquia moderna e vemos o peso disso ao longo da trama, já que o rádio era o mais poderoso meio de comunicação da época. Uma das tarefas do Rei era se comunicar com seus súditos através de discursos no rádio.

o_discurso_do_rei_cultura_inglesa_fortaleza_ce_04

No decorrer do filme, vemos a amizade entre Albert e Lionel se desenvolver enquanto descobrimos os detalhes da vida do herdeiro ao trono. O bullying que sofria pelo irmão mais velho, Edward, que o chamava de B-B-Bertie, a pressão que sentia em relação às expectativas de sua família e o drama que sofreu quando Edward decidiu abdicar ao trono para se casar, forçando-o a assumir a coroa.

A aproximação de seu discurso de ascensão ao trono o fez perceber o quanto dependia da ajuda de Lionel . O rei George VI e Lionel permaneceram amigos para o resto de suas vidas e o fonoaudiólogo o acompanhou em cada discurso que fez, inclusive o que informa a nação sobre a declaração de guerra à Alemanha Nazista em 1939.

o_discurso_do_rei_cultura_inglesa_fortaleza_ce_05 Curiosidade: pouco antes de as filmagens começarem, o neto de Lionel encontrou diários antigos do fonoaudiólogo e os entregou aos roteiristas, que incorporaram várias passagens e frases das páginas escritas por Lionel para o roteiro do filme, que levou o Oscar de Melhor Roteiro Original. A produção ainda levou os Oscars de Melhor Filme, Melhor Diretor e de Melhor Ator para Colin Firth.

Se você ainda não assistiu O Discurso do Rei, não perca mais tempo! Ótima oportunidade de conhecer um pouco mais da monarquia britânica sobre uma perspectiva diferente, mais humana e delicada. As interpretações majestosas de Colin Firth e Geoffrey Rush deixam o filme ainda mais imperdível. Reserve o final de semana para assisti-lo ou revê-lo!

o_discurso_do_rei_cultura_inglesa_fortaleza_ce_06

Enquanto não chega o WeLoveMovies de dezembro, acompanhe a Cultura Inglesa CE nas redes e veja mais notícias sobre cinema! Siga-nos no Twitter, Facebook e Formspring!

Conheça as redes sociais da Cultura Inglesa Ceará: Facebook | Instagram | Youtube

Voltar à página inicial

Comentários (1)

  • [...] Os cartazes foram criados para ter um design associado ao Ministério da Informação, de layout simples, tipografia única e reconhecível e com um ícone da coroa, representando o rei George VI (aquele do filme O Discurso do Rei, lembram?). [...]











  • * Campos obrigatórios