#Coolimages #09 – Arte e futebol »« A vida pós-intercâmbio: validando seus estudos
16|02|2012

British Literature #08 – Grã-Bretanha, terra de quadrinistas

A Grã-Bretanha é uma terra de muitos talentos. Musicais, esportivos ou literários, o que não falta é gente criativa e habilidosa para encantar pessoas de todas as idades. E, dos mais jovens aos mais velhos, não há quem não goste de uma boa história em quadrinhos. O British Literature de fevereiro volta ao mundo da arte sequenciada e traz os maiores nomes dos quadrinhos britânicos.
 
quadrinistas-britanicos-british-literature-cultura-inglesa-ce
 

Alan Moore
 
watchmen-british-literature-cultura-inglesa-ce
 
O barbudo nascido Northampton foi um dos pioneiros na invasão britânica ao mercado norte-americano de quadrinhos na década de 80. Moore é aclamado por obras importantíssimas que marcam até hoje a narrativa gráfica. Watchmen, por exemplo, é a única história em quadrinhos a figurar na lista feita pela Revista Times dos 100 romances mais importantes do século XX. Para conhecer mais sobre suas obras, confira um post todo sobre Alan Moore aqui no blog da Cultura Inglesa.
 
Grant Morrison
 
grant-morrison-british-literature-cultura-inglesa-ceConhecido por sua ousadia, Grant Morrison se estabeleceu no mercado americano de quadrinhos e hoje figura como um dos mais importantes roteiristas do mundo. Escocês de Glasgow, Morrison começou a trabalhar em publicações aos 17 anos. Hoje, com 53, o autor é considerado um dos mais influentes do mercado, por ser destemido ao fazer modificações radicais em personagens clássicos como Superman e Batman.
 
Seu primeiro trabalho na DC Comics foi Homem-Animal, no final da década de 80. Junto ao ilustrador Dave McKean, também britânico, Morrison trouxe ao mundo Asilo Arkham, um conto estrelado por Batman e Coringa que se tornou aclamado por sua abordagem sombria. Sua carreira é repleta de sucessos, tais como Os Invisíveis e We3 (pelo selo Vertigo), New X-Men (pela Marvel) e All Star Superman (considerada uma das melhores histórias do Homem de Aço da DC).
 
Neil Gaiman
 
Neil-Gaiman-british-literature-cultura-inglesa-ceNascido em Portchester, no sul da Inglaterra, é um dos maiores roteiristas de quadrinhos dos últimos 20 anos. Neil Gaiman era jornalista e crítico de quadrinhos, mas abandonou essa carreira para se dedicar à literatura e ao roteirismo. Após o lançamento de seu primeiro trabalho de quadrinhos, chamado Violent Cases, Gaiman foi chamado para integrar o time da americana DC Comics.
 
Ao lado de Dave McKean, ilustrador de Violent Cases, Gaiman roteirizou uma minissérie intitulada Orquídea Negra. O sucesso das três edições da obra foi tão grande que resultou em um convite para escrever uma série mensal, dando uma nova roupagem a um antigo personagem da DC que havia caído no esquecimento: Sandman.
 
A imaginação de Gaiman trouxe uma visão lúdica e artística para os quadrinhos e que se reflete em outras obras, como Stardust (um livro ilustrado) e Deuses Americanos (romance). Em breve, dedicaremos um post só pro Neil Gaiman aqui no blog da Cultura! =D
 
stardust-neil-gaiman-british-literature-cultura-inglesa-ce
 
Mark Millar
 
Nascido em Coatbridge, na Escócia, Mark Millar é outro nome que faz muito sucesso no mercado americano. Dotado de uma grande verve cinematográfica, suas histórias são repletas de ação, o que explica o crescente interesse de Hollywood pelas adaptações de seus quadrinhos.
 
mark-millar-quadrinistas-britanicos-british-literature-cultura-inglesa-ceInicialmente, fez alguns trabalhos em território inglês, onde foi alcançando notoriedade. Seu primeiro trabalho em território americano foi em Monstro do Pântano, em parceira com Grant Morrison. No entanto, seu trabalho de maior importância na época foi The Authority, a história de um grupo de super heróis anarquistas publicada sob o selo Wildstorm, da DC.
 
Após alguns trabalhos revezando entre a Marvel e a DC Comics, Millar escreveu títulos como Kick Ass e O Procurado, ambos adaptados para as telas de cinema. War Heroes, Nemesis, Supercrooks e The Secret Service, outros títulos do autor, também estão em processo para ir às telonas.
 
Kick-Ass-mark-millar-british-literature-cultura-inglesa-ce
 
Gostaram? Fiquem ligados no Twitter e Facebook da Cultura Inglesa CE para mais notícias sobre quadrinhos e suas adaptações para o cinema. E dê uma passada em nosso Formspring caso você tenha alguma dúvida pra mandar pra nós. Até o próximo post!

Conheça as redes sociais da Cultura Inglesa Ceará: Facebook | Instagram | Youtube

Voltar à página inicial











* Campos obrigatórios